PTERÍGIO ou "Carne nos olhos"


Entenda o que é a famosa "Carne nos Olhos" que atinge pessoas com exposição solar prolongada e sem uso de óculos protetores adequados.
Para entender o Pterígio, é necessário esclarecer alguns pontos:

O que é Pterígio?

Pterígio é uma proliferação celular de aspecto "carnoso" que surge abaixo da conjuntiva (membrana que recobre a esclera-parte branca do olho) a partir de um tecido elástico chamado "tenon". 

Como surge o Pterígio?

O pterígio ocorre basicamente por 3 razões:
1. Exposição solar prolongada durante anos, sem proteção com óculos ultravioleta.
2. Por atividade de trabalho relacionadas a calor como proximidade de fornos e maçaricos sem proteção apropriada. 
3. Por traumas e lesões prévias na superfície ocular, como úlceras e corpos estranhos na córnea, que por sua vez funcionam como estímulo para o crescimento do pterígio como forma de reparação para esse dano.

Quais os sintomas do Pterígio?

Em fases iniciais o Pterígio causa vermelhidão, lacrimejamento, prurido (coceira) nos olhos e em casos mais avançados ocorre embaçamento visual e desconforto com a luz. Isso ocorre devido ao "Astigmatismo" desencadeado em casos mais tardios.

Como diagnosticar o Pterígio?

Através do exame oftalmológico chamado biomicroscopia, através do qual é observado em detalhes o "tamanho" e ainda o grau de inflamação do Pterígio. É importante ressaltar que uma Topografia de Córnea deve ser realizada para avaliar a regularidade da córnea e a presença de astigmatismo causado pelo próprio Pterígio.

Como tratar o Pterígio?

O tratamento do Pterígio em fases iniciais é realizado com redução da exposição ao sol, uso de óculos solares com proteção ultravioleta e colírios lubrificantes com o objetivo de aliviar os sintomas de desconforto.
Em casos avançados é indicado cirurgia, na qual o Pterígio é removido delicadamente em toda sua extensão, seguido do posicionamento de um "enxerto" de conjuntiva (barreira) na área removida, garantido dessa forma, proteção e reduzindo a chance de recidiva da doença.

Como é a recuperação e os cuidados após cirurgia de Pterígio?

O prognóstico é ótimo, sobretudo quando o enxerto de conjuntiva é realizado e bem posicionado. O acompanhamento médico pós-operatório é fundamental. Já o retorno às atividades se dá em torno de 15 a 30 dias. É necessário utilizar colírios anti-inflamatórios e antibióticos em intervalos regulares durante o primeiro mês de recuperação.
Evite coçar e tocar nos olhos com frequência, isso vai diminuir a chance de descolamento do enxerto e de infecções. Vale lembrar que é ideal realizar outra topografia comparativa 1 mês após a cirurgia e fornecer a prescrição dos óculos de grau após a restauração completa da superfície corneana.



Dr. Álvaro Bruno Botentuit
Oftalmologista especialista em Retina
Professor de Oftalmologia da UFMA
Mestre em Diabetes na visão - UnB - Brasília

Quero receber informações de saúde dos olhos da Clínica Olhar Saúde

Cadastre-se

DEIXE SUA PERGUNTA AQUI